You are currently browsing the category archive for the ‘fotografia’ category.

Um celular com câmera + um binóculo = sistema macgyver de teleobjetiva portátil.

Busquei inspiração nesta notícia aqui, mas tenho a impressão que, mesmo sendo belas as fotos da notícia, o meu sistema de teleobjetiva tem mais nitidez.

abaixo, uma foto do celular sem o binóculo, tirada da janela daqui do estúdio:

abaixo, as fotos tiradas com o SMTP (sitema mcgyver de teleobjetiva portátil).
PS: gostei desse nome, vou patentear, hehe.

O Fábio Lyra lançou na semana passada o livro da Menina Infinito.
A hq dele na finada revista Mosh era uma das minhas favoritas.
A Revista O Grito! conversou com ele e os melhores momentos podem ser conferidos aqui:

http://www.revistaogrito.com/page/05/08/2008/entrevista-fabio-lyra/

De quebra saiu uma foto minha na reportagem (essa aí acima), que eu cliquei ano passado quando ele ganhou o prêmio HQMix de desenhista revelação.

vassoura

Aqui postadas, algumas das minhas clicadas na entrega do prêmio HQ Mix que aconteceu ontem, no SESC Pompéia.

meu boneco de lixo compareceu para subir comigo no palco e receber o prêmio.


na plateia: bueno, carillo, bira e outros.


sonia


jozz


ricardo antunes


maurício


parlapatões


tata aeroplano


jumbo elektro


dudu tsuda


pai e filho geniais


laerte


parlapatões


serginho


angeli


guazelli


parlapatões


renato


dahmer


luis gê


sidão


bueno


4mundo


cadu


paulo, zé, monique e jozz


will, melo e pamela


gualba


jozz


cadu


melo bla bla bla

Tenho ainda uma porrada de fotos, mas preciso separá-las melhor.
Ficou faltando postar aqui muita coisa, mas não sei se terei paciência para organizar outra leva para o brog.

Eu acabei não aparecendo em nenhuma foto, mas o blog dos quadrinhos publicou uma foto minha logo após receber o troféu. Estou com a cara esquisita, mas isso acho que é de nascença.
Para ver a foto clique aqui.

Fui convidado pra fotografar o primeiro exercício cênico dos alunos da escola incenna.
Era apenas uma apresentação interna e a turma ainda está no primeiro semestre, mas ainda sim o nível da apresentação era bem bacana.

Dessa vez gostei das fotos que cliquei.
A luz do teatro é muito boa para fotografar e os rostos pintados dão um bom efeito visual.
Uma pequena vantagem de usar uma câmera prossumer EVF, que é o que eu tenho, é o clique mais silencioso.
Claro que o barulho do espelho se movimentando em uma reflex é fantástico, mas tem horas que é inconveniente.

Abaixo, mais algumas imagens.

Rolou no Anhembi, entre os dias 14 a 22 de junho, em comemoração aos 100 anos da imigração japonesa.
Eu participei junto com os moyashis fazendo intervenções em tapumes durante o evento.
Os tapumes de MDF foram cortados em forma de carrinho porque no início a gente iria ficar pintando em uma área que é uma garagem, no final ficamos em outro lugar, mas os carrinhos continuaram.

Acima o meu, que além de ter forma de carrinho acabou ficando com conteúdo de carrinho também.

Abaixo outras imagens da Invasão e do evento em geral.


trabalho do kako


trabalho da thais ueda


carrinho de introdução frente dos trabalhos do carlo giovani e da amanda grazini


o sambódromo que acolheu outro evento japa paralelo

Sábado assisti a peça “Passagem das Horas”, dirigida pelo Antônio Ginco.
Ela é baseada no poema de mesmo nome de Álvaro de Campos, heterônimo de Fernando Pessoa.
A apresentação foi muito boa, apesar de um problema técnico com uma cadeira que quebrou logo no começo e incomodou as atrizes até o fim da peça.
As meninas (Juliana e Valkíria) se viraram muito bem e mantiveram a essência da peça em um nível bom.
Há vários recursos de linguagem do teatro que o Ginco aplica e que gosto bastante. Coisas com os objetos em cena e movimento das atrizes que conduzem as idéias.
Acredito que muito pode ser aplicado aos quadrinhos, que ás vezes ainda parece estar preocupado só em narrar os fatos.

Fotografei algumas cenas, conforme foi possível.
Sempre tenho algumas preocupações em situações assim… Uma é não incomodar os atores e o público com os meus cliques; outra é não comprometer o meu aproveitamento da peça me concentrando só em fotografar.

Eu não sei exatamente os dados aos que quiserem ir à peça, mas ela acontece sábado e domingo à noite (tipo umas 8h) na rua Belmiro Braga (uma travessa da cardeal arcoverde) em São Paulo.
O espaço é uma casa simpática que em breve vai funcionar como um ponto de atividades culturais.

Sexta feira passada rolou a vernissage da Ivasão Tsunami.
A exposição foi até domingo, ou seja, já passou.

Na correria acabei não postando o convite aqui no brog, mas posto algumas fotos malclicadas aqui para quem estiver curioso em saber como foi.
Digo malclicadas não por falsa modéstia, mas dessa vez ficaram bem meia boca mesmo. Foi difícil selecionar uma meia dúzia publicável aqui.

O evento foi bacana, com trabalhos de ilustradores que gosto muito.
Dentre eles Kako, Bruno D’Angelo, Carlo Giovani, Thais Ueda, Amanda Grazini
Tudo sob os cuidados das curadoras FLávia e Érika (valeu, meninas! foi bem divertido).

Eu participei de raspão do evento com um sticker feito no ano passado e fotografando a noite de abertura.
E bebendo um sakezinho para dar aquela aquecida na noite, claro.

Tirei algumas fotos das pessoas na calçada durante a espera pro almoço.
Nada muito elaborado, mas gosto de ver pessoas e esse ângulo é divertido.

Para ver mais fotos dessa leva é só entrar nesse link:
www.giltokio.com/cima/

Programa nerd do fim de semana: ir à exposição do starwars.
Claro que eu não perderia, mas esperava uma exposição um pouco mais incremententada.
Acho que senti falta de mais naves grandes, ou talvez de entrar em uma nave e poder pilotar. Ou pelo menos um pod racer. Ou pelo menos entrar em um conselho jedi… enfim.

Mas foi divertido.

Destaques entusiasmados para as ilustrações expostas ao longo do percurso.
Muitos concept art, storyboards e coisas do gênero de encher os olhos.
Muito são originais de guache, tinta acrílica e canetas, mas há muitos totalmente digitais tb. Tudo muito bem desenhadinho.


ewok com olhar de sharingan


pai que quer ser jedi = garoto traumatizado. como chorou o garoto, coitado.


darth vader jr

Em homenagem aos 100 anos de imigração japonesa etc e tal… tá acontecendo uma série de eventos no sesc da av.paulista (aqui em são paulo) com um conteúdo bacana.

Ao longo do prédio acontecem algumas exposições malucas e divertidas cheia de brinquedos, mangás e vídeos.
Mas eu dou destaque para a exposição sobre o Kazuo Ohno e a arte do Butoh. Ele é algo inacreditável, de uma expressividade mórbida assutadora e instigante.
Assisti à uma boa apresentação de butoh no sábado passado, mas os discípulos ainda não estão à altura do mestre.

Não fotografei a apresentação, o que é uma pena, mas como de praxe cliquei otras cositas ao longo do evento.


acima, kazuo ohno e sua imagem transvestida de fazer tim burton morrer de inveja


gigante guerreiro daileon!

A pingatixa é a lagartixa aqui da Pingado, o nosso estúdio de ilustração.
Ela apareceu faz alguns dias e volta e meia passeava pelas nossas paredes.

Achamos que seria uma boa se ela nos visitasse sempre porque ela poderia comer as baratinhas que rondam nosso QG.
Bem melhor que detetizar tudo, afinal fizemos umas 3 detetizações diferentes aqui e nunca fez muita diferença.

Mas ontem ela foi pro céu das lagartixas, sem muita explicação.
Veio mas tava meio paradona, normalmente ela fugia correndo.
Aproveitei que ela tava parada e fiz uma sessão de fotos, mas algumas horas depois da sessão ela continuou quase na mesma posição e depois não mexeu mais.

Triste.

Essa sessão de fotos é quase a mesma coisa que a de John Lennon por Annie Leibovitz para revista rollingstone, no dia da morte do gênio. Mas nesse caso é uma lagartixa.

Sexta feira passada fui ao bar de dois amigos: Xis e Rubão.
O espaço é bastante simpático e inusitado, é uma casinha pequeno no meio de um monte de prédio que nem parece que fica nos jardins, perto da brigadeiro.

As noites lá têm música ao vivo e boa.
Nesse último dia que eu fui um duo de violão e derbak tocaram músicas meio mediterrâneas e árabes.
Aproveitei e tirei algumas fotos.
O lugar é escuro e difícil de fotografar, mas algumas das clicadas saíram inteligíveis e publicáveis no blog.

No cardápio um monte de opções de cervejas artesanais, vinhos, drinks e comidas.

Pra quem quiser conhecer o bar:
Casa de Francisca
Rua José Maria Lisboa, 190
11 3493 5717
para ver a programação e mais informações clique aqui

___________________________________

Atualizando o texto em julho de 2008.
A Casa de Francisca agora é um teatro-restaurante.
Deixou de ser um bar, mudando o enfoque para algo mais gastronômico-cultural.
Não que antes não fosse, mas agora a ênfase é essa.

Atualizo este post a pedidos do Rubão, o simpático e bem apessoado anfitrião da casa.

panasonic lumix fz50
420 mm
iso 100
abertura: F2.8
exposição: 1/320

defronte ao dito cujo

Noitefut é o nome que acabei de inventar para o futebol noturno.
Esse aqui relatado com imagens aconteceu ontem de madrugada no obelisco do ibirapuera, aqui em sp.

Tudo começou quando acabou a festa de aniversário da Juby, ou melhor, teve que ser acabada em função do barulho que nós, convidados, fazíamos.
Como festeiros então sem-teto decidimos que o sarau musical e o bate papo continuariam em algum lugar publico aberto. O obelisco foi o escolhido.
Assim que chegamos no mausoléu-rotatória em vez de pegar o violão e o pandeiro, resolvi pegar a bola de futebol. O que rolou na sequência foram atrocidades para com a redonda via caneladas, mãos, sapatos sociais e scarpins. Tudo na maior confraternização.

A pelada na noite úmida só acabou quando saiu um Policial Militar de dentro do mausoléu do obelisco e, mesmo sem nos dirigir a palavra, fez com que tomássemos a decisão de debandar. Até porque já era meio da madrugada de uma terça-feira.

sobre

Gil Tokio
São Paulo | Brasil
26 anos




BlogBlogs
Join My Community at MyBloglog!
Add to Technorati Favorites


julho 2017
D S T Q Q S S
« jan    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

estatísticas

  • 103,245 hits

© copyright

Não é permitido o uso das imagens deste blog em qualquer mídia e território sob risco de penalidades legais. Muitas das imagens deste blog foram feitas sob encomenda e os diretos de uso são restritos.